Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Projeto de extensão “Meu-App” é destaque em evento nacional

  • Publicado: Sexta, 11 de Setembro de 2020, 14h00
  • Última atualização em Sexta, 11 de Setembro de 2020, 14h00
  • Acessos: 181

O projeto de extensão do IFPA/Campus Tucuruí “Meu-App: Oficina de Criação de Aplicativos para Celular Usando App Inventor” foi destaque no I Congresso Brasileiro Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia (CoBICET), evento on-line que ocorreu no período de 31 de agosto a 04 de setembro de 2020. Participando na categoria EXTE – Extensão em Ciência e Tecnologia, o projeto recebeu menção honrosa no evento, ficando entre os 10 primeiros colocados. No total, o I CoBICET contou com 1926 trabalhos submetidos em suas 12 áreas temáticas.

Com o objetivo de estimular o raciocínio lógico-computacional de estudantes e despertar o interesse deles para a área de desenvolvimento de aplicativos, o projeto do campus Tucuruí usou o App Inventor para facilitar o processo de ensino-aprendizagem. O App Inventor é uma ferramenta de código aberto, criada pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT) em parceria com a empresa Google, e visa tornar mais acessíveis a programação e a criação de aplicativos.

Seguindo essa proposta, o projeto Meu-App aconteceu no segundo semestre de 2019 e foi destinado a alunos da comunidade interna e externa com a escolaridade mínima de Ensino Fundamental completo, selecionando 15 participantes entre os inscritos. O projeto foi supervisionado pela professora de Informática Lilian Freitas e também envolveu cinco alunos do segundo semestre do curso superior de Tecnologia em Redes de Computadores para participarem como instrutores (Ana Karolyne, Eliel Costeira, Fernanda Leão, Hugo Albuquerque e Kleyverson da Silva).

As atividades do projeto se desenvolveram por meio de oficinas lúdicas e didáticas, acontecendo em encontros presenciais (com carga horária de 12 horas) e atividades à distância, através da plataforma Google Class (somando mais 8 horas). Durante os encontros, os 15 alunos selecionados puderam aprender sobre linguagem de programação do App Inventor, conhecer exemplos de aplicativos desenvolvidos a partir dessa linguagem de programação e criar os seus próprios aplicativos. Aliás, no final do projeto, os estudantes tiveram como missão apresentar a sua criação para o restante da turma.

Segundo as pesquisas realizadas com os estudantes no início do projeto, nenhum deles possuía muita experiência em programação, sendo que 75% disseram ter um pouco de experiência e 25% nenhuma. Após as oficinas, os alunos avaliaram o projeto como útil, de aprendizado fácil e as metodologias de ensino satisfatórias. Com esses resultados positivos, o projeto Meu-App tem a expectativa de continuar as suas atividades e alcançar mais participantes.

De acordo com a professora Lilian Freitas, o reconhecimento conquistado em um evento nacional proporciona motivação para a continuidade dessa iniciativa. “A oportunidade de trabalhar em um projeto de extensão como esse é extremamente recompensadora, pois nos permite expandir a atuação do campus para além da sala de aula, buscando socializar e democratizar o conhecimento. Para os alunos instrutores que participaram do projeto, também é uma oportunidade de colocarem em prática os conhecimentos adquiridos no curso, além de contribuir para fortalecer uma cidadania plena e participativa”, explica.

 

Texto: Maurício Sousa - Ascom/IFPA Campus Tucuruí.

registrado em:
Fim do conteúdo da página